Os cuidados com a reputação do seu escritório de advocacia e no que isso impacta

Em qualquer tipo de negócio, sua sobrevivência dependerá de como atua e é visto pelo mercado. A reputação do escritório de advocacia é um bem valioso e deve ser tratado como uma das prioridades empresariais de qualquer advogado-gestor.

A construção de uma marca é algo que leva tempo até sua consolidação, tão difícil quanto seu crescimento, é manter-se vivo dentro de um mercado com saudável equilíbrio entre a solidez conquistada e a busca pela inovação ou mudanças que, muitas vezes, são necessárias ou forçadas por fatores externos, crises, investimentos ou avanços tecnológicos naturais que aparecem de tempos em tempos.

Em um escritório de advocacia, a reputação já chegou a ser considerada o principal fator que leva uma empresa a escolher um determinado defensor, segundo Análise da Advocacia, anuário de 2009. Com 88%, a reputação era o que mais pesava naquela época no momento da escolha por um escritório ou advogado.

Uma má reputação em crescimento pode fazer com que a marca se perca no mercado e seja associada a tons negativos, fazendo com que os clientes existentes se sintam desconfortáveis e novos clientes se distancie da contratação dos serviços.

Isso não vale apenas para a marca do escritório, também é crucial na própria imagem e reputação do advogado e/ou associado que dele possa fazer parte.

O Advento da Internet e a Força da Reputação Digital

O advogado que se preocupava com a reputação no modo físico, volta sua atenção também para meio digital.

Ao imaginar o cenário de 2009, data do anuário, com a internet ainda ganhando musculatura, fica claro que a imagem e reputação era o grande fator decisor no momento da escolha, dado que o grau de informação não era tão amplo quanto nos dias atuais.

Conforme o avanço da internet e o desenvolvimento de toda a tecnologia móvel, ocorre uma natural aproximação do público com as marcas, por meio de uma grande quantidade de informações e dados girando pela internet e a serviço de uma rápida pesquisa.

O mundo começa a ser baseado em dados, por exemplo, nos próximos 6 minutos (após ler esse artigo), o mundo terá gerado 9,1 mil terabytes de dados, cerca de 2 milhões de stories publicados no Instagram e 250 milhões de mensagens trocadas via WhatsApp, segundo o Instituto Gartner e a plataforma de gestão de dados Domo.

A reputação de um escritório ganha uma grande ferramenta propulsora, a internet, que, ao mesmo tempo em que é benéfica para a consolidação da marca, pode destrui-la em segundos, dada a sua capacidade de escoamento de informação e atingimento de massa.

A Reputação do Escritório de Advocacia: 3 caminhos de proteção


O Marketing Jurídico como sobrevivência

Ainda que haja restrições da OAB – Ordem dos Advogados do Brasil que, por sinal, já são compreendidas por todos os profissionais do direito quanto a divulgações e tudo que envolve algum tipo de propaganda e mercantilização no meio jurídico.

O Marketing Jurídico começa a ser um grande fator de competitividade e forma de consolidação da marca dentro do meio digital, cada vez maior com o tempo. Com a imagem do escritório também sendo altamente relevante digitalmente, nasce uma maior preocupação em como a marca se comportará e será vista lá dentro.

Um dado interessante que exemplifica essa importância aqui no Brasil, é que o país liderou o ranking mundial de tempo de acesso à internet via dispositivos móveis em 2021, são cerca de 5,4 horas de acesso por dia, sendo que, em 2019, eram 4,1 horas diárias, segundo relatório State of Mobile 2022, produzido pela App Annie.

Com um grande número de pessoas com acesso à internet, o escritório fazer parte desse universo é questão de conseguir sobrevier no mercado como um todo e manter-se estável dentro dele, zelando pelo nome, marca e imagem das pessoas que compõem o negócio.

Vale ao advogado-gestor estudar sobre o assunto e conseguir trazer algumas estratégias de Marketing Jurídico para o planejamento do escritório. É possível mergulhar nesse assunto em um dos nossos cursos de curta duração, e gratuitos, sobre Marketing Jurídico na BT Academy.

A Gestão das Crises

A gestão de crises digitais também é algo que passa a ser uma preocupação, sejam com ações grandes ou no retorno de um simples comentário, tudo importa!

O meio digital também é palco para reclamações e comentários de clientes que, porventura, possam ter algum tipo de sentimento negativo quanto ao serviço jurídico oferecido.

Para isso, o escritório deve manter um retorno frequente em sites de reclamação, como o muito utilizado: ReclameAqui, assim como em comentários das redes sociais, e-mails ou qualquer outra plataforma que algum cliente tenha utilizado para manifestar seu descontentamento.

Posicionar-se frente a alguma situação negativa é melhor para a reputação da empresa do que a ausência de retorno e uma não explicação, até mesmo uma errata tem seu papel importante na transparência.

Afinal, a imagem que gira na internet pode motivar ou desmotivar quem esteja em dúvida do serviço.

– O Relacionamento e Contato Direto

Por mais que se tenha uma ideia abstrata de reputação, ela nasce também no contato direto com o cliente, seja qual for seu estágio ou modo, físico ou digital.

O atendimento, atenção e tratamento que são dados pessoalmente podem fazer a diferença no momento desse próprio cliente mencionar o seu escritório em alguma conversa ou indicação no futuro, assim como os retornos dados via algum dispositivo tecnológico.

Busque ter um cronograma de retornos e atualizações com seus clientes em cada passo de seus processos. Ainda que possa parecer uma ação pequena, pode gerar um grande impacto para a imagem do escritório e como ela é vista pelo seu cliente e comentada por ele ao seu círculo social.

Deve sempre considerar a ideia de que: para o escritório, 1 caso é só parte da rotina, já para o cliente, o próprio caso é sua maior atenção, preocupação e importância, portanto, toda informação dada tem valor para ele.

Conclusão

Manter a reputação do seu escritório de maneira saudável faz parte das ações que precisam ser sempre revisitadas com o tempo.

Ainda que o mundo tenha se modernizado, todos nós só nos aproximamos de algo que gere algum tipo de confiança, seja na maneira da comunicação, na imagem apresentada, no tratamento físico e na transparência das informações dentro da rede .

Tenha em mente o ambiente digital como aliado e não como algo difícil de lidar. Busque retornar os clientes insatisfeitos e dar todos os retornos que forem possíveis, além de buscar conhecimentos sobre Marketing Jurídico que possam auxiliar a melhorar a imagem ou deixá-la ainda mais sólida e associada a confiança e transparência.

O contato direto é importante para a construção de encantamento, conquiste o seu cliente que ele será um grande agente da sua reputação, seja como autônomo ou grande escritório.

São ações que não demandam tanto recurso ou uma grande equipe para serem executadas e podem ser os dois principais pilares de segurança da imagem do escritório: manter a transparência e cuidado no digital (dando real importância a isso), assim como trabalhar o encanto no modo físico.

Crises e coisas pontuais podem ocorrer, ter um protocolo de crises é interessante, mas não apenas ser um escritório reativo ao acontecimento, a preservação da imagem deve ser algo exercitado em cada pequena ação.

Dentro dessa onda, leia o nosso artigo sobre Fidelização de Clientes na Advocacia e consolide essa ideia de trazer o cliente para ainda mais perto da marca.

Conheça mais sobre a BT Créditos, nosso foco está em desenvolver um relacionamento consistente com os nossos clientes, possibilitando entender as suas principais necessidades e oferecer as melhores estratégias de investimentos para quem busca obter maior liquidez de seus ativos judiciais.

BT Créditos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Siga-nos nas Redes Sociais

Categorias

Posts Recentes

Cadastre-se em nossa newsletter.

A Bomtrato agora é BT Créditos

Em 2018, diante de um vasto mercado de litígios, com milhões de ações ajuizadas a cada ano,
vimos um Brasil com pouca ou nenhuma alternativa de crédito que proporcionasse maior
liquidez dos ativos judiciais
 trabalhistas de reclamantes e advogados.

Apesar das incertezas do sistema judiciário brasileiro, conseguimos construir e validar estratégias
que garantiram previsibilidade e retornos ajustados ao risco
. Diante desse cenário, fundamos a Bomtrato
e iniciamos um posicionamento que foi pioneiro em viabilizar soluções que oferecessem antecipação
e maior liquidez
 desses ativos a essas pessoas. 

Em 2022, abreviamos o nome e expandimos nossas soluções com foco em investimentos mais
robustos em direitos creditórios, agora baseados em operações estruturadas
 de crédito, que serão coordenadas
por uma equipe multidisciplinar, proporcionando toda a segurança nas operações.

Por fim, afirmamos que trabalharemos de forma incansável para que nossas soluções promovam
o desenvolvimento financeiro 
e, consequentemente a viabilidade de sonhos e projetos
de vida de nossos clientes.

Obstinados em fazer acontecer,

BT Créditos